quem-paga-conta

Uma história confusa, mas, sem mistérios.
Por João S. Furtado
São Paulo, 06-mar-2015

A geração, transmissão, consumo, preço de produção e de consumo de energia elétrica no Brasil é assunto muito complexo e, mais do que isso, complicado. O site http://www.ef.amazonia.org.br/energia2015/ patrocinado pela ONG Amigos da Terra se propõe a lidar com o mote “Antes tarde do que nunca” e a pergunta “Quem vai pagar a conta” da crise energética.

O site é patrocinado por Amigos da Terra – Amazônia brasileira, e conduzido por Roberto Kishinami (coordenação), Shigueo Watanabe Jr, Clauber Leite.

O texto, ao longo da “navegação” no site, alerta para questões curiosas, do ponto de vista econômico e de atores. Vale a pena conferir.

A falta de água (chuvas) nos reservatórios das hidrelétricas aciona as termoelétricas a gás e o preço da energia é mais caro. Mas, isso já é sabido. O que muitos não sabem é que a Petrobrás (fornecedora do gás natural) lucrou quase R$ 1 bilhão em 9 meses (jan a set/2014), com o preço da energia contratada a R$ 262 por MWh, o dobro do custo de geração se a termoelétrica funcionasse continuamente, e não pontualmente, como acontece.

O preço da energia para o consumidor livre – aquele que compra quando quer – é abaixo do custo real, coisa que é desconhecida por muitos.

A situação é confusa para os geradores de energia que fizeram contratos públicos de fornecimento pelo menor preço e têm que pagar ao Governo quando o total de energia contratada não for entregue, mês a mês, para o sistema elétrico.

Já para o consumidor “cativo”, o consumidor domiciliar, tudo é muito claro: é quem vai pagar a conta pela confusão.
Se você achou que a “pedalada” de redução da tarifa em 2012 em 20% iria ser um prêmio ao consumidor, a realidade é outra e, ao contrário: o preço vai aumentar. O pior é que a promessa de redução de tarifa fez com que o consumo aumentasse.

Aumento de consumo, a redução de precipitação (chuvas) e os problemas financeiros nos contratos com geradores de energia privados mostram dias sombrios e riscos de apagões. Problemas na conclusão de novas hidrelétricas e linhas de transmissão e a não utilização de energia eólica por falta de conexão. Sem falar dos conflitos de diversos tipos nas regiões onde as novas usinas estão sendo construídas.

Esta é apenas a degustação. Visite o site para ler o resto.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Print Friendly, PDF & Email

publicado em 26/09/16 por

Think and do Tank Sustentabilidade

O que é Sustentabilidade?


Já reparou que cada um tem uma definição do que é Sustentabilidade? Sustentabilidade para mim é diferente de sustentabilidade para você, que é diferente de sustentabilidade para as empresas, que é diferente de sustentabilidade para os governos, e assim por diante. Mas será que todo mundo sabe realmente o que é Sustentabilidade?

A palavra pode parecer difícil, mas o conceito é fácil. Por isso, o Instituto Jatobás iniciou a campanha “O que é Sustentabilidade?”.

A campanha pretende mostrar que existem diversos meios e ferramentas para promover o desenvolvimento sustentável, mas as preocupações são sempre as mesmas: sobrevivência, qualidade de vida e garantia de um futuro para as próximas gerações.

Sustentabilidade na prática é de um jeito para cada um, mas Sustentabilidade para todos é garantir e equilibrar as condições ambientais, econômicas e sociais necessárias para que tudo possa evoluir para melhor, por tempo indeterminado, respeitando, assim, o direito das gerações futuras de alcançarem sua própria sustentabilidade;
dispor de meios para que as pessoas – individualmente ou em coletividade – possam viver com equidade, qualidade e justiça, sem esgotar ou danificar, irremediavelmente, os bens naturais;
criar condições para o funcionamento e a qualidade dos relacionamentos;
conceber os meios e instrumentos para que os sistemas – naturais ou inventadas pelos humanos – possam desempenhar suas atividades e criar valor para todas as partes interessadas, com ou sem o propósito de lucro.
Desenvolver ou evoluir para melhor não significa crescer ou expandir de qualquer maneira; e ser melhor não significa ter mais.

Sustentabilidade para todos requer o entendimento de que tudo o que existe na Terra – e no Universo como um todo – forma um grande sistema no qual o comportamento de qualquer um dos integrantes exerce influência sobre os outros. Por isso, é muito importante que os impactos maléficos – causados por ações humanas – sejam evitados, pois, as consequências acabam se voltando contra os próprios humanos.

Sustentabilidade para todos requer mudança no modo de pensar: de agora para o futuro; de aqui para o Planeta como um todo; de competição para cooperação e compartilhamento; do individual para o coletivo.

Compartilhem suas ideias e participem de nossa campanha. Juntos, podemos construir um caminho mais solidário e sustentável!
... leia maisocultar

veja no Facebook

Related Articles

consumidor

Vamos mudar o modo de consumir? Que tipo de consumidor você é?

Que tipo de consumidor você é? Herói, vítima, indiferente ou vilão? Por…
agenda-presidenciaveis

Agendas aos Candidatos à Presidência do Brasil, 2014: releitura.

As mídias divulgaram propostas aos candidatos à eleição para Presidente do Brasil…
Capitalismo_economia_desenvolvimento_humano

Capitalismo, economia neoclássica e desenvolvimento humano

Democracia, economia e capitalismo são invenções humanas consideradas superiores, se comparadas a…
Business_As_Usual

Negócios usuais ou Não usuais: está feliz em seu trabalho?

A expressão Business as Usual (BAU) percorre o Planeta e identifica a…
agua_condominios

Água em condomínios e responsabilidade social

Hábitos de consumo e responsabilidade social permitem distinguir a prática de cidadania…
agricultura_urbana

O renascimento da agricultura urbana

Artigo publicado no site internazionale.it mostra a forte presença da agricultura urbana…